A CAMINHO DA ESCOLA 2.0

  • Início
  • A CAMINHO DA ESCOLA 2.0
Publicado em 23/06/2022 - 17:15  |  Atualizado em 11/06/2024 - 19:06
EDI Profa Marly Santos de Oliveira

Cidade para crianças, pensada pelas crianças

Segundo dados do Ministério da Saúde, o trânsito é a principal causa de mortes entre crianças na faixa etária dos 5 aos 14 anos no Brasil. Com a retomada das aulas e o aumento da circulação das crianças nas ruas, as medidas de segurança no trânsito ganham ainda mais urgência. Somente entre janeiro e agosto de 2021, o SUS já totalizou mais de seis mil crianças e jovens hospitalizados em estado grave devido a atropelamentos no Brasil.

Buscando reverter esse cenário, a Companhia de Engenharia de Tráfego do Rio de Janeiro (CET-Rio) em parceria com a Secretaria Municipal de Educação, lançou o Programa de Educação para o Trânsito “A Caminho da Escola 2.0”.

Os princípios norteadores do programa são:

Convidar a comunidade escolar para pensar a cidade em parceria com o poder público;
Promover a criação de um espaço público de excelência, que sirva como catalisador de boas práticas;
Criar o sentimento de pertencimento da comunidade escolar em relação ao espaço público e os equipamentos urbanos, para que os alunos se tornem multiplicadores dessas boas práticas.

Escolha das escolas

Análise das condições viárias no entorno das escolas;
Levantamento dedados sobre sinistros de trânsito.

Ação educativa e diagnóstico/escuta da comunidade

A CET-Rio levará ao ambiente escolar os projetos educativos já existentes, para introduzir o assunto e estimular a discussão sobre a segurança viária;
Elaboração do mapa de risco pela comunidade escolar;
Conhecimento das características do local, tanto físicas, quanto de uso;

Elaboração do Projeto

Definição dos objetivos a serem atingidos;
Desenvolvimento de projeto junto à comunidade escolar.

E.M. Engenheiro Lafayette de Andrade

Implantação das intervenções

Realização das mudanças nas vias;
Sinalização horizontal / vertical / semafórica(conforme o caso);
Presença de um controlador de tráfego da CET-Rio durante os primeiros dias após a implantação, para orientar a população sobre as mudanças realizadas.

E. M. Castro Alves

Coleta de dados

Medição dos resultados alcançados, como satisfação da comunidade e redução do número de sinistros de trânsito;

Abaixo, alguns exemplos de intervenções implantadas nas áreas escolares:

E.M. (GEO) Edmundo Bittencourt
EDI Profa Marly Santos de Oliveira

Próximos passos

A expectativa é expandir as intervenções no entorno das escolas e fazer com que as crianças participem efetivamente da melhoria do espaço público e que a segurança viária passe a ser tema de discussão em todas as escolas.

A Educação para o Trânsito deve ser um trabalho educativo que favorece práticas sociais fundamentadas em valores e cria condições para o exercício da cidadania, contribuindo para a construção de uma sociedade democrática e inclusiva.

Desta forma, o Programa visa transformar o território em palco para educação, onde a cidade é a principal sala de aula.

Essa nova fase do Programa fez com que a Prefeitura inserisse entre suas metas o desenvolvimento de 36 projetos de intervenção urbana no entorno de unidades de ensino e a implantação de 18 intervenções desse tipo em 2022, seguindo os conceitos trabalhados, com foco na segurança viária e na melhoria das condições de circulação principalmente de pedestres e ciclistas no entorno das escolas. Em 2023 ampliamos a meta e a expectativa é alcançar 40 projetos e 20 intervenções.

Confira abaixo as implantações de 2023 e de 2024:

E.M. Gonçalves Dias (São Cristóvão) (saiba mais)

E.M. Maestro Francisco Braga (Ilha de Governador) (saiba mais)

E.M. Alberto Barth (Flamengo) (saiba mais)

EDI Marly dos Santos (Cosmos) (saiba mais)

E.M. Mem de Sá (Rio Comprido) (saiba mais)

E.M. Presidente Arthur Bernardes (Campo Grande) (saiba mais)

E.M. Padre José de Anchieta (Jardim Guanabara) (saiba mais)

E.M. Menezes Vieira (Alto da Boa Vista) (saiba mais)

E.M. Alberto José Sampaio (Pavuna) (saiba mais)

E.M Guilherme da Silveira (Bangu) (saiba mais)

E.M. Rosa do Povo (Taquara) (saiba mais)

E.M. Max Fleiuss (Pavuna) (saiba mais)

E.M. Waldir Azevedo Franco (Bangu) (saiba mais)

E.M. Célia Martins Menna Barreto (Bangu) (saiba mais)

EDI Prof. Tânia Maria Larrubia Gomes (Bangu) (saiba mais)

E.M. Milton Campos (Bangu) (saiba mais)

E.M. Maria Izabel Bivar (Engenho de Dentro) (saiba mais)

CIEP Thomas Jefferson (Realengo) (saiba mais)

E.M. Costa do Marfim (Realengo) (saiba mais)

CIEP Armindo Marcílio Doutel de Andrade (saiba mais)

E.M. Tóquio (Campo Grande) (saiba mais)

E. M. Ministro Alcides Carneiro (Campo Grande) (saiba mais)

E.M. Venezuela (Campo Grande) (saiba mais)

E.M. Rainha Fabíola (Jabour) (saiba mais)

E.M. Jorge Jabour (Jabour) (saiba mais)

E.M. Edmundo Bittencourt (GEO) (Benfica) (saiba mais)

 

 

 

A CET Rio (Companhia de Engenharia de Tráfego) tem como missão promover as condições ideais de mobilidade na Cidade do Rio de Janeiro em seu dia a dia, o que significa maximizar a fluidez, o conforto, a ordem e a segurança dos pedestres, ciclistas, passageiros e motoristas em seus deslocamentos, além de garantir uma adequada convivência entre o trânsito e o espaço urbano.

  • ENDEREÇO DO ÓRGÃO:
    Rua Dom Marcos Barbosa, nº 02 (protocolo)
    Rua Ulysses Guimarães, nº 16 – 3º andar
    Cidade Nova – Rio de Janeiro/RJ
    CEP: 20.211-178

    HORÁRIO DE ATENDIMENTO:
    9:30 h às 17:00 h (Ouvidoria)

    9:00 às 16:00 h (Protocolo)

    ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO
    (e-mail exclusivo para a imprensa)

    imprensa.cetrio@gmail.com

    Onde ser atendido

  • DÚVIDAS, SERVIÇOS, INFORMAÇÕES OU DENÚNCIAS:
    ligue 1746 ou (21) 3460-1746, quando estiver em uma Cidade com o código de área diferente do 21.

    PORTAL:
    www.1746.rio

Pular para o conteúdo